Alto risco

Descobri ontem que ainda tinha tempo para implementar a fase de “Peso Máximo” no meu programa de musculação, diminuí o número de repetições (de 15 para 10), aumentei o número de series (de 2 para 4), aumentei o descanso (de 1 para 2 minutos) e aumentei o peso de todos os exercícios para o possível para estas repetições. Devo fazer esta série mais duas semanas, pois deverei pegar mais leve a partir da 7ª semana antes da prova.

No entanto, como terei o Troféu Brasil no domingo e estava pensando em separar os longões de bike e corrida, havia colocado um longão de corrida para esta terça (depois de 21 kms meio sofridos no domingo), pensei bem, mas acabei saindo para correr, a intensidade não é muito grande, eu corro 10 minutos e descanso 1, mas o ritmo de 7’/km já mostrou claramente meu nível de cansaço desde o domingo. Meu medo era alguma lesão aparecer, pois estava forçando basante meu corpo sem muito descanso, de qualquer forma o corpo passou nesse teste e devo pegar mais leve até o final da semana, além de jogar a musculação para outro dia que não seja véspera de longão de corrida

Log da semana: a 22 semanas do IMB14

Se a semana passada estava complicada de se colocar um esquema ideal de treino essa semana foi até pior, Natal, festa e trabalho para vencer tudo que precisa em mais 4 dias úteis. Para ajudar, a academia entrou em férias coletivas por duas semanas, então teria que contar com a estrutura do meu condomínio.

Comecei a semana com um treino de bike bem leve para me recuperar do final de semana mais pesado e à noite fui a academia do condomínio para fez o que podia fazer com aquele equipamento “multi-exercício” daqueles que você encontra em hotéis etc. Deu pra fazer muitas das séries que costumo fazer na academia e mantive meus 50 minutos de musculação.

IMG_3257Na terça de manhã peguei meu elástico para treinar na piscina, comprei justamente pensando nestas duas semanas de piscina fechada, ele tem uns velcros que você veste no tornozelo e no pé que tem um fecho que liga ao elástico, bastante útil quando não se tem uma piscina de 25 metros a disposição e que me dá a oportunidade de um nado sem interrupções, como as águas abertas são. Consegui treinar uma hora na terça, iria deixar mais uma hora na quarta, quando choveu, mandei para sexta à tarde, quando entrei na piscina, a molecada do prédio resolveu brincar também e só consegui me exercitar uns 16 minutos, por isso que tento nadar nas primeiras horas do dia quando está mais frio e vazio, quando entra alguém, já dou a oportunidade de parar meu treino, pois encaixo o elástico na única escadinha da piscina e me dá a impressão de bloqueá-la a todos. Por isso, hoje já fui na primeira hora, tive que esperar os funcionários do condomínio terminarem de limpar a piscina (embora a piscina abra às 09:00 eles devem começar a limpar a piscina neste mesmo horário), mas consegui nadar por 1:25hs até que os primeiros vizinhos chegaram para seu banho de sol (a manhã estava prometendo).

Na terça, fui correr e apareceu uma luz amarela, meu joelho esquerdo começou a doer e não consegui continuar o treino quando cheguei ao Horto Florestal (depois de uns 20 minutos), meu fêmur esquerdo tem uma placa devido a um atropelamento sofrido há uns 25 anos atrás e a perna resolve doer algumas semanas entre 3 e 5 anos, é o tipo de coisa que se resolve com um bom anti-inflamatório. Meti gelo nestes últimos dias e manerei na corrida, senti o joelho (e o calor ) na corrida depois dos 90 kms de bike ontem, mas, por Deus, consegui correr 1:40hs no final desta manhã.

E foi assim, surpreendentemente completei a semana com 11:41hs de treino, ontem consegui aumentar em 20 minutos meu treino de bike e hoje 10 minutos meu longo de corrida.

Não vou a São Silvestre, é uma corrida muito legal de participar, mas espero nadar na manhã do dia 31 e meu joelho ainda inspira cuidados, vou evitar grandes descidas por mais um tempinho.

Natal 2013

Image
‘Bonding Time: The Nativity in Townsville’ by Jan Hynes, 2007′

O evengelista Lucas nos conta a com detalhes a história do nascimento de Jesus e não esconde que a vinda de Jesus e seus primeiros momentos aqui foram cercados de improvisação, mesmo depois de milhares de anos em que Deus iniciou seu plano para nossa redenção. O casal não tinha lá muito dinheiro, a gravidez evidentemente não planejada (pelo menos pelos pais) e tiveram que ir a Belem para a tal do recenseamento, aconteceu o que se espera de quem não planeja, foram de lugar a lugar e não encontraram lugar, José ouviu desesperadamente mais nãos do que gostaria até que alguém ofereceu um teto, longe de ser o melhor para a chegada de um nenê, mas pelo menos evitava o sereno. E nasceu Jesus.

O que pensei nessa história toda é que Deus não precisa do melhor para fazer a sua vontade, ele precisa apenas de uma porta aberta, não chega a ser tão fácil assim, a presença de Jesus implica mudanças, lembre-se que sua mensagem era de arrependimento, mas quem o recebe, se livra de si mesmo, e se torna instrumento para o que Deus quer.

Hoje é difícil encontrar alguém com tempo e disposição para um Natal com Jesus, é mais fácil comprar o que gosta e trocar votos de que todo mundo vá bem. Essa história pode parecer até bem fora do que nossos valores pós modernos pregam nos filmes, novelas e comerciais, tudo bem, mas Deus vai achar um coração aberto e muita coisa vai acontecer. Vigio meu coração para que isso aconteça comigo, em minha casa e espero que aconteça com você também. Feliz Natal

Log da Semana: a 24 semanas do IMB14

Passou a prova, tive três semanas para relaxar enquanto a preparação oficial não começasse, a primeira semana foi de viagem a trabalho para Buenos Aires, semana corrida que não fiz nada, ainda mais por que não levei nada de treino para lá, segunda semana, já aqui em São Paulo foi de rearrumar a casa depois de um mês bem maluco, fiz alguns treinos na semana mais para não ficar parado, essa última semana foi para voltar ao modo triatleta e completei 8:13 de treino, uma sessão de musculação, dois treinos de natação, dois de corrida e dois de ciclismo, ainda bem de boa.

Amanhã começa meu cronograma de preparação 3 blocos de 3 semanas de treinos de base com uma semana de descanso mais 2 blocos de treinos específicos (talvez faça apenas um para não me arriscar) com 3 semanas mais uma de descanso cada, mais duas semanas de pico e a última semana de polimento e aí a prova.

Essas próximas semanas, vou treinar para treinar, aplicar uma programação que seja sustentável para os próximos meses, por isso, meu objetivo nas próximas semanas é “encaixar” os treinos noturnos na minha programação adicionados aos treinos matinais que já consigo fazer. Agora a cada semana haverá menos espaço para pular treinos, é momento de focar a prova, fortalecer a disciplina e começar o preparo.

Com tudo, com tudo, consegui começar essa semana abaixo dos 91 Kgs que devem naturalmente baixar mais ainda, minha última visita a nutricionista mostrou um progresso mesmo com estas semanas de relaxamento, começo bem melhor do que imaginei no começo.

Tensão Pré-Prova

Imagem

Hoje de manhã, me despedi de um colega triatleta com aquele “nos vemos lá” (em Pirassununga, provavelmente no Simpósio), daí me caiu a ficha da prova que vou fazer no domingo, passei tranquilo toda 

semana, mas a partir daquele momento comecei a respirar mais forte. Sei que esse nervosismo antes da prova é até comum para muito atleta experiente, mas é algo que tenho que lidar melhor. Por essas e outras, uma prova dessa é bastante importante para minha preparação para o IronMan. Meu controle emocional já me estragou algumas provas e ameaçou outras, essa é mais uma oportunidade de vencer entre tudo a mim mesmo. Vem a incerteza de estar realmente preparado, algo que aí não daria para fazer mais nada, mas também é algo que vou saber somente na hora da corrida, mas considerando o duro que dei em Setembro e Outubro, poderia ficar mais confortável; vem a incerteza de levar tudo que preciso, o triathlon é um esporte onde a logística é muito importante, temos que nos preparar para três modalidades, o que é um pouco excitante para mim de um lado, mas um pouco estressante na hora de executar o checklist e antes da prova quando tenho que ordenar todo o material e deixá-lo de forma bem funcional e finalmente me vem a incerteza de saber se estou no lugar certo, nas últimas provas tenho terminado e repetido a mim mesmo que sou um triatleta, considerando os 3 shorts que já terminei, os 4 olímpicos e o long que concluí ainda em abril desse ano acho que já tenho com que me contentar, não sei quantas provas mais vou ter que terminar para ter a certeza de tudo isso. Só espero ter uma resposta mais pronta e firma para todas as dúvidas que os constantes checks que faço durante a prova levantam. Coisa de maluco não é? Acho que só em poder escrever tudo isso no meu blog já me ajuda.

Só que nada, nada como terminar uma prova dessas e lembrar de cada momento que passei.

Resta descansar mais um pouco e aproveitar esse bom final de semana.