O que aprendi na Quaresma

Há um tempo atrás, vi no Facebook uma pergunta muito boa do Mark Scandrette: “O que você aprendeu hoje?”, é o tipo de pergunta muito importante que frequentemente esquecemos de fazer ao final de um dia. Nesta quaresma, busquei a oportunidade de propor a vários amigos a oportunidade de lermos os quatro evangelhos e chegarmos à Páscoa com as palavras, os atos e a vida de Cristo fresquinhas em mente, creio que a Páscoa ganha um sentido especial quando temos esse tipo de preparação. Foi realmente um desafio, não que seja o único tipo de desafio, já ví vários tipos de desafios para a Quaresma que fazem essa época um período cada vez mais especial no ano.

Ler os quatro Evangelhos em 40 dias não é tão simples, precisamos de bastante disciplina, principalmente se tentamos fazer isso em conjunto, nessa Quaresma, tive a grande bênção de ler o evangelho de Mateus e Marcos e parte de João com minha esposa, é diferente, é complicado conciliar o tempo mas é foi muito bom ler com ela, levantar perguntas, buscar respostas, deixar as perguntas ecoarem na mente sem as respostas… e prosseguir buscando viver o aprendizado.

Minha oração nessa Páscoa é viver refletindo a graça, o amor e o cuidado que Jesus tinha com as pessoas com quem ele cruzava, a quem não tinha oportunidade de vencer a multidão que buscava cura, Jesus ia até estas pessoas e curava ele mesmo. Coloquei uma reflexão no Renovatio Café com um video bastante interessante de um cara que foi pra rua viver o que aprendeu com Cristo, sugiro que você veja o video no Renovatio (O que você aprendeu com Jesus – se você está com Internet Explorer, busque o link) e pense até onde nossa fé nos leva. Acho que uma fé com menos freio nos levaria para mais longe, tipo de coisa para lembrar nos próximos dias fora da Quaresma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *