Escrevendo sob demanda

Comparado ao que escrevia antes, coisa que dá para ver facilmente no meu blog antigo, e ao que tenho escrito recentemente neste blog, dá para ver que minha rotina mudou bastante. De qualquer forma, não deixei de atualizar o Twitter, acho que essa deve ser mesmo uma tendência geral, de se mandar recados rápidos pelo Twitter e, quando você está a fim de escrever mais, voltar ao blog.

Ironicamente, em um momento em que comecei a escrever bem menos, comecei a receber convites para escrever como “blogueiro convidado” como você pode ver nos posts “meu dia de boas notícias” e “correndo como uma prática espiritual“, não foi tão difícil para mim escrever, uma vez que tinha a motivação de fazer parte de um trabalho maior, que foram as séries promovidas pelo JR Woodward e a Christine Sine, e também pois tinha uma proposta para o que teria que fazer, foi aí que tive a idéia de promover uma série pelo Renovatio Café, convidei um pessoal muito legal para escrever uma “Carta à igreja do Brasil”, boa parte deles respondeu muito positivamente à proposta e passamos o mês de setembro com reflexões bem diversas e muito interessantes a respeito de vários tipos de visões sobre a igreja no Brasil e sonhos sobre o que esperam que aconteçam com a igreja, uma vez que nós como cristãos fazemos parte dela.

Ontem mesmo eu postei minha reflexão concluindo toda a série, convido você a dar uma olhada, aproveite e veja tudo o que rolou neste mês. Fiquei muito contente com o resultado, ficou realmente muito bom!

Correr como prática Espiritual

 

Papai, Maria Ester e Pedro Henrique
Papai, Maria Ester e Pedro Henrique (de trás para frente)

A Christine Sine publicou meu texto hoje, você pode vê-lo neste post, A observação dela antes do texto nos faz entender melhor em ser bem mais abrangentes naquilo que nos leva a Deus. Publiquei o texto em português no Renovatio Café. Espero que te inspire.

E aí está minha foto que já está rodando o mundo: depois da corrida do SESC Santana, “Ruas de Santana” (6 Km), logo depois, minha filha iria estrear com seus fantásticos 200m.

 

ReImaginando fé e comunidade

Finalmente consegui publicar no Renovatio Café uma entrevista que havia feito com Mark Scandrette ainda em Setembro do ano passado, a entrevista foi feita entre meu Skype e o celular dele, algumas partes da conversa estavam tão baixas ou cortadas que o trabalho para traduzir toda a conversa para uma frase inteligível em português foi bem grande, fora o fato que não tenho todo o tempo do mundo para isso, então tinha um dia que me propunha a editar a entrevista em áudio para ouví-la melhor, terminava, mas o próximo passo se dava semanas depois e aí todo o processo se delongava bastante. Pior era ter conversado, saber que o conteúdo da entrevista era muitíssimo interessante e se ver com tanta coisa pra fazer antes de compartilhar essa conversa, estava com esse ítem em meu checklist o tempo todo, mas agora está lá!

Entrevistar pessoas como ele tem sido muito bom, mas preciso encontrar uma forma mais rápida de disponibilizar estas conversas para o pessoal daqui em Português.

Engraçado que a entrevista com ele era uma das primeiras coisas que havia combinado com o Sandro Baggio para fazer no Renovatio Café, a ação dele como missionário urbano e a Seven como uma comunidade monástica em San Francisco é o tipo de coisa que a gente fazia questão de apresentar ao pessoal. Não escondo o quanto o trabalho deles tem me inspirado e o quanto tenho aprendido com eles, volta e meia sempre compartilho alguns eventos que eles fazem. Acho a originalidade da comunidade muito inspiradora, quando você encontra criatividade como um valor bem nutrido pela comunidade, aí você sabe o porque.

Leia a entrevista, veja o que eles fazem mas também veja como eles fazem, a oportunidade de pensar e agir fora da caixa é realmente impressionante!